Renova Energia aceita oferta da AES por projeto eólico no Rio Grande do Norte

Foto: Paulo Whitaker

AES é a primeira proponente no leilão judicial da unidade produtiva isolada (UPI) Cordilheira dos Ventos, cujo certame está previsto para março

A Renova Energia, que está em recuperação judicial, informou nesta quinta-feira (27) que aceitou uma proposta apresentada pela AES para comprar ativos da Renova no Complexo Cordilheira dos Ventos, localizado no Rio Grande do Norte.

Segundo a companhia, a empresa AES GF1 Holding garantiu o direito de ser a primeira proponente no leilão judicial da unidade produtiva isolada (UPI) Cordilheira dos Ventos, que será realizado no âmbito do processo de recuperação judicial. O certame está previsto para março.

A oferta da AES envolve os projetos Facheiro II, Facheiro III e Labocó, com capacidade de desenvolvimento eólico de 305 megawatts (MW). O valor da transação não foi divulgado.

Em comunicado separado, a Renova informou que Cordilheira do Ventos é um dos 16 complexos eólicos que integram seu portfólio de projetos futuros no Nordeste do país.

O negócio com a AES é apenas para parte dos ativos do complexo, de modo que a companhia continua com uma área remanescente com potencial de geração de 315 MW, acrescentou.

Segundo a Renova, parte dos recursos arrecadados na conclusão da operação será usado para antecipar a amortização de dívidas com o BNDES, Citibank e Cemig. Outra parte será destinada ao caixa da companhia para uso na operação.

FONTE: CNN BRASIL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

14 − 3 =