Preço da gasolina diminui em postos de Natal e volta a ficar abaixo de R$ 7,50

Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

O preço da gasolina baixou em alguns postos de combustíveis de Natal e da Região Metropolitana nesta semana. Em muitos deles, o valor está abaixo de R$ 7,50.

A queda no preço foi sentida e comemorada por motoristas, já que há uma semana esse valor estava chegando a até R$ 8,20 diante do aumento de 5% anunciado pela Petrobras.

O motivo da queda, segundo o Sindicato dos Postos de Combustíveis do RN (SindiPostos RN) foi uma lei sancionada pelo governo federal que zera alguns impostos sobre combustíveis até o fim do ano.

“Essa redução que temos percebido nos postos de combustível do estado é em função da aplicação da lei que determina a redução da carga tributária dos impostos federais”, explicou o presidente do Sindipostos, Maxwell Flor, à Inter TV Cabugi.

“A gente já observou em média um repasse de mais de R$ 0,70 de redução dos preços”.

De acordo com o Maxwell Flor, houve uma queda no consumo da gasolina nos postos de combustíveis após o último aumento registrado.

“A cada reajuste desse, a procura vem reduzindo cada vez mais. Desde o último reajuste, a gente quase não fez renovação de estoque, porque o que a gente tinha no estoque na última semana praticamente ficou parado nos tanques”, disse.

“Eu acredito que em função do tempo parado, a queda de consumo que teve na última semana, a baixa do preço, o consumidor volte a abastecer normalmente. A gente fica na expectativa”.

A lei federal é a mesma que limita o ICMS (principal imposto de arrecadação dos estados) da gasolina a 18% nas unidades federativas do Brasil. Atualmente, a alíquota no ICMS no RN é de 29%, sendo 2% referente ao Fundo de Combate à Pobreza.

A Secretaria de Tributação do RN informou que espera a análise dos vetos do presidente sobre as compensações para os estados e uma reunião dos secretários de fazenda, que acontece nesta semana, para tomar medidas referentes à lei.

Motoristas comemoram

O microempresário Elias Lucas não iria abastecer o carro nesta quarta-feira (29), mas decidiu após perceber a redução no preço.

“Antes era R$ 7,89 e hoje está R$ 7,47. Diminuição grande. Não é centavos que a gente perde, são quilômetros. Eu estou abastecendo até um pouco mais, pela questão do preço do combustível estar um pouco mais acessível”, disse.

De acordo com a última pesquisa preços de combustíveis realizada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), de 19 a 25 de junho, Natal tinha um preço médio no litro da gasolina em R$ 7,96.

O economista Robespierre do Ó explica que ainda é necessário esperar para saber se o preço não vai seguir variando.

“Tudo vai depender de como vai se comportar os preços externos. O Brasil hoje consome 30% de combustível e derivados vindos de fora. Essa diferença é que vai depender de como vai se comportar lá fora”, explica.

“Hoje o Ocidente está passando por um momento de férias, então aumenta o consumo de combustível. Se aumenta o consumo, a tendência lá porde ser de aumentar preço. Mas tudo depende também de como vai ficar a questão da guerra. Então tem vários fatores que a gente não controla, que vão impactar no preço do combustível no futuro. Então pode ser que leve mais algum tempo ou não as consequências desse preço”.

G1RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

vinte − oito =