Potiguares participam de evento de MMA na África do Sul e se previnem da variante ômicron: “Não estamos saindo do quarto”

Foto: Divulgação

Reinaldo Ekson, Gian Patolino e Junior Dedinho entram em ação neste sábado no Extreme Fighting Championship, em Joanesburgo. Evento não terá público

Três brasileiros lutam no Extreme Fighting Championship (EFC) 91, maior evento de MMA da África, neste sábado, em Joanesburgo, na África do Sul. Atletas da Pitbull Brothers, os potiguares Reinaldo Ekson e Junior Dedinho e o paraibano Gian Patolino já estão em solo africano. Por conta da nova variante do coronavírus – a ômicron -, descoberta inicialmente no país africano, o evento será realizado sem a presença de público.

A preocupação na África do Sul existe, mas os lutadores garantem que, até o momento, foi tudo tranquilo na viagem. A organização orientou que eles não deixassem o hotel.

“A ômicron quase atrapalha a nossa viagem, mas até chegar aqui no hotel foi tudo tranquilo. Percebemos que a população está se resguardando, mas como estamos no hotel por precaução, não estamos tendo acesso ao que acontece nas ruas” – contou Dedinho.

“Não estamos saindo do quarto e estamos fazendo tudo para não sermos infectados. O evento nos oferece bastante segurança em relação a isso. O evento será fechado ao público, o que diminui a chance de pegar o vírus e fazer uma boa luta sem muitas preocupações” – concluiu Ekson.

Sobre as lutas

Vindo de duas vitórias na organização, Ekson é o campeão dos penas do EFC e colocará seu cinturão em jogo diante de August Kayambala, que vem de cinco vitórias seguidas. O potiguar está confiante em um triunfo por nocaute.

– Fiz um ótimo camp, tive uma grande atenção do campeão de boxe Everton Lopes e estou acreditando muito no nocaute. A sequência de vitórias do meu adversário acabou quando ele pediu para lutar comigo. Esse título não é só meu, é das minhas filhas, da minha família, da minha equipe, e do meu povo. Então, eu não vou deixar ninguém acabar com isso – cravou Ekson, que possui um cartel com 16 vitórias e apenas cinco derrotas.

Sem lutar desde 2019, Junior Dedinho terá pela frente o sul-africano Kaleka Kabanda, que não vive um bom momento na carreira e vem de quatro derrotas seguidas. O lutador macaibense sabe que o adversário é perigoso, especialmente na luta em pé, onde já nocauteou dois oponentes.

“Eu vi que ele estava vindo de algumas derrotas, inclusive dois dos atletas que ele perdeu, um deles eu nocauteei e o outro eu finalizei. Mas sei que ele é um cara explosivo, às vezes meio estabanado, mas é perigoso. Mas a minha estratégia é colocar pra baixo e finalizar. É isso o que vai acontecer e eu sairei com essa vitória” – disse Dedinho.

“O peso-mosca Gian Patolino terá pela frente Julio Plaatjies, que, apesar de ser menos experiente, está invicto no MMA profissional com duas vitórias, além de ter um cartel no MMA Amador de 14 lutas, com 11 vitórias e apenas três derrotas.”

FONTE: GLOBO ESPORTE/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − dois =