Potiguar encerra Mundial com quatro medalhas e recordes

Foto: Divulgação/Sadef

Quatro provas, quatro medalhas. O primeiro Mundial de Natação Paralímpica realizado desde o início da pandemia vai ficar na memória da potiguar Joana Neves. Além dos pódios, a atleta da Sadef fez o melhor tempo da carreira nos 50m livre e quebrou o recorde das Américas nos 50m borboleta.

Com as conquistas em Portugal, Joana soma agora 15 medalhas em campeonatos Mundiais. A primeira foi a prata nos 50m livre, com direito ao melhor tempo da carreira nesta prova. Em seguida, veio o ouro no revezamento 4×50 m livre misto 20 pontos (a soma da classificação dos integrantes do revezamento), junto com Daniel Mendes, Lídia Cruz e Samuel Oliveira.

Depois vieram dois bronzes, em provas individuais. Nos 50m borboleta, Joaninha estabeleceu o novo recorde das Américas. E pra fechar a participação na disputa, ela foi terceira colocada nos 100m livre.

Nas redes sociais, a atleta da Sadef agradeceu à equipe multidisciplinar que a acompanha: “sem eles, eu não teria conseguido obter meus resultados positivos, seja os tempos ou as medalhas”.

DOIS TOQUES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

15 − oito =