Passagens de avião para Natal sobem 40% e capital potiguar tem preço médio mais alto no Nordeste

Foto: Reprodução

O preço médio das passagens de avião voltou a subir após o auge da pandemia da Covid-19 e Natal passou a liderar o ranking com as tarifas mais caras da região Nordeste. É o que aponta um levantamento feito pelo g1 RN com base em dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Em agosto, a capital potiguar teve o preço médio mais alto registrado tanto nas passagens de origem como nas de destino, entre os estados da região.

O valores dos voos com destino à capital do Rio Grande do Norte tiveram aumento de 40% entre janeiro e agosto deste ano. Passaram de R$ 608,71 para R$ 852,74, em média.

No mesmo período, o natalense passou a pagar passagens 24,7% mais caras por voos que partiram do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante para outros destinos.

O valor saiu de R$ 676,52 para R$ 843,75, na média. Veja os preços médios em cada aeroporto, por período, nos gráficos.

Para se ter uma ideia do avanço no período, em janeiro de 2020 o estado tinha o terceiro maior valor médio entre os estados da região, tanto nas viagens de origem como nas de destino.

Em agosto deste ano, porém, os preços do RN já tinha passado Maceió e João Pessoa, que lideravam anteriormente.

O levantamento feito pelo g1 RN com base nos dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e leva em consideração uma média dos preços das passagens vendidas por todas as companhias aéreas nos terminais do Nordeste em janeiro de 2020, janeiro de 2021 e agosto de 2021.

Em toda a região, o preço médio caiu em janeiro de 2021, na comparação com o ano anterior, mas ficaram mais caros em agosto deste ano – demonstrando uma retomada do setor.

Preços médios no Nordeste

Entre janeiro e agosto, o preço médio das tarifas com origem nos estados do Nordeste subiu de R$ 567,16 para R$ 780,19 – um avanço de 37,5% no período – um percentual maior que o registrado em Natal.

Quando o assunto são as passagem que tinham o Nordeste como destino, o valor médio era de R$ 564,54 em janeiro e passou para R$ 785.20 – avanço de 39%.

Quantidade de passagens

De acordo com os dados da Anac, em janeiro de 2020, as operadoras venderam mais de 40 mil passagens com destino a Natal. Em janeiro deste ano, o número caiu para 29,8 mil. Já em agosto, o número chegou a 33,4 mil passagens.

Porém, quando o assunto são as passagens com origem na capital, a queda foi ainda maior no período. Em janeiro de 2020, antes da pandemia, foram vendidas 39 mil passagens. Em janeiro deste ano, foram menos de 2 mil tickets: 1.675. Mais de 35,2 mil passagens foram vendidas em agosto.

*G1RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × três =