Mesmo com água acumulada, tráfego de veículos é liberado na Rota do Sol

Foto: Magnus Nascimento

Os motoristas que querem trafegar pela Rota do Sol estão com o fluxo liberado. A passagem de carros foi autorizada na manhã desta quinta-feira (7), após trabalho de escoamento de água e dejetos que foi realizado pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) durante os últimos dias. Contudo, ainda há água no local e está prevista nova interdição às 13h para limpeza da via.

A reportagem da Tribuna do Norte foi ao ponto do alagamento e, às 9h, era possível a passagem de carros de pequeno porte. A água estava abaixo da altura do canteiro central, mas ainda era impossível trafegar pelas faixas próximas ao acostamento e ciclovia, onde ainda há grande acúmulo de água. 

A Rota do Sol, via responsável por ligar a capital potiguar a Pium e praias do litoral Sul, ocorre após cinco dias da interdição provocada pelos alagamentos e rompimento de Estação de Tratamento de Esgotos local. O problema foi intensificado, ainda, pelas fortes chuvas no Rio Grande do Norte, com destaque para Natal e Região Metropolitana. 

Na noite de terça-feira (5), as duas bombas que faltavam para bombear a água de esgoto da via foram instaladas , sendo uma com capacidade de 100 mil l/h e outra com 200 mil l/h. Além delas, a primeira que entrou em operação tem capacidade de bombear 100 mil l/h. Em conjunto, os equipamentos estão trabalhando no bombeamento de 400 mil litros de água por hora, para uma área emergencial.

Transtornos

De acordo com o Coronel Flávio Roberto Bandeira, do Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE), as vias estão liberadas para teste, “mas a lâmina d’água está bem baixa, abaixo do meio-fio”. A interdição para a limpeza realizada pela Caern deve durar cerca de uma hora.

Ana Flávia Nascimento é vigilante e passava pela Rota do Sol no domingo (3) à noite. Sem dimensão do alagamento no momento, ela tentou atravessar e foi arrastada pela água. A moto em que ela estava ficou submersa. Ela conseguiu sair do alagamento apenas segurando nas cercas laterais e se machucou. Na manhã desta quinta-feira (7), Nascimento estava na Rota do Sol para resgatar a moto.

“Na hora eu fui arrastada, achei que ia morrer. Saí sozinha. A moto ficou submersa até hoje pela manhã, quando a equipe da Caern retirou ela de dentro do alagamento”. A mulher disse que não ia ligar a motocicleta em um primeiro momento, devido ao tempo em que ficou coberta pela água. “Não vou tentar ligar porque, até então, ela passou muito tempo debaixo d’água e eu estou aguardando a assistência da Caern para levar para a oficina.”

De acordo com a vigilante, a Companhia se comprometeu a prestar assistência e um advogado entraria em contato. A Caern confirmou a informação: “como informado pela cidadã, a Caern está prestando assistência e tomará as medidas cabíveis.”

Outro afetado foi Joab Soares, turista do Rio de Janeiro. No Rio Grande do Norte desde o dia 1º de junho, ele está hospedado em um condomínio de Cotovelo e disse que teve seus passeios prejudicados. “Acabou meu turismo, porque como vou passar? Queria sair à noite, e as estradas por Pium todas esburacadas. Parou tudo, o turismo caiu por causa da chuva.”

Já o guia de turismo Jader Messias estava “feliz da vida” por poder voltar a trafegar na Rota. Em rápida conversa com a reportagem da TRIBUNA DO NORTE, Messias levava turistas para Pium. Antes, com a vida interditada, ele precisava fazer um desvio por Cidade Verde e Cajupiranga para poder sair em Pium. “Todo dia era um prejuízo”, afirmou. Com a liberação da pista, ele disse que “foi uma bênção.”

TRIBUNA DO NORTE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × 2 =