Internos do sistema prisional do RN farão as provas do Enem

Foto: Reprodução

Seiscentos e cinquenta e quatro privados de liberdade do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte farão neste domingo (9), o Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) de 2021, uma oportunidade que pode significar uma mudança de vida.

No próximo dia 16, acontecerá nova aplicação do certame realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) do Ministério da Justiça e Segurança Pública. As provas do ENEN PPL tem o mesmo nível de dificuldade da edição regular.

Segundo o secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, a pasta apoiou aqueles internos que se candidataram às provas com a realização de revisões em parceria com o IFRN e secretarias municipais de educação. O secretário lembrou que o sistema penitenciário está sob controle e seguro e, dessa forma, apto a realização de ações envolvendo trabalho e educação.

No primeiro dia de provas, os internos terão 5h30 para a realização das provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias. A aplicação começará às 13h30 e terminará às 19h. No segundo dia, serão aplicadas as provas de ciências da natureza e suas Tecnologias e matemática e suas tecnologias.

Todos os envolvidos na ação serão orientados sob os cuidados de prevenção à pandemia do Covid-19 e as medidas sanitárias adotadas pela SEAP.

A coordenadora do Departamento de Promoção à Cidadania da Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP), Policial Penal Alcineia Rodrigues, fala com entusiasmo do resultado positivo das ações envolvendo educação prisional no Rio Grande do Norte. “Temos frutos do trabalho da SEAP a exemplo dos convênio com o IFRN e o Grupo Kronton, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça. Tudo isso mostra que os privados de liberdade estão buscando novas oportunidades, querendo construir uma vida para além do cárcere. Eles estão vendo a Educação como uma forma de recomeçar a sua história de vida. A cada ano conseguimos aumentar o número de participantes”, disse.

As provas serão aplicadas no Centro de Detenção Provisória de Parnamirim; Unidade Psiquiátrica de Custódia e Tratamento; Complexo Penitenciário Regional de Pau dos Ferros; Cadeia Pública de Nova Cruz; Centro de Detenção Provisória de Apodi; Cadeia Pública de Caraúbas; Centro de Detenção Provisória de Parnamirim; Cadeia Pública de Ceará Mirim; Complexo Penitenciário João Chaves Masculino e Feminino; Cadeia Pública de Natal; Cadeia Pública de Mossoró; Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga; Complexo Penal Agrícola Doutor Mário Negócio; Penitenciária Estadual do Seridó e Penitenciária Estadual de Alcaçuz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × um =