Com interesse por Baía Formosa em alta, agências investem no turismo na cidade de Ítalo Ferreira

FOTO DESTAQUE: FERNANDA ZAULI/G1

Todo mundo agora quer saber mais sobre a terra natal do campeão olímpico do surfe, Ítalo Ferreira. A procura por Baía Formosa cresceu consideravelmente no principal site de buscas na internet. Os pontos mais altos no gráfico representam uma maior popularidade de um termo na internet. 

O pico de buscas por Baía Formosa foi na terça-feira (27) às 4h, exatamente no mesmo momento em que Ítalo Ferreira ganhava a medalha de ouro em Tóquio. Uma procura feita por pessoas de vários lugares do país. E o setor do turismo é um dos que quer “surfar” na onda do campeão. 

A agência de viagens do empresário Wendell Paiva, que sempre teve foco no turismo regional, aposta nessa alta procura por Baía Formosa e lançou um pacote de viagem, com passagem pelo município, no mesmo dia do ouro olímpico. 

“É o momento em que as pessoas querem conhecer uma casa, um familiar, ver a praia onde o campeão treinou”, conta. 

É o caso da servidora pública Carmem Lúcia Morais, que é fã do atleta potiguar. “Eu passei aqui para comprar meu passeio para Baía Formosa, Barra de Cunhaú e Pipa. Agora, com Ítalo Ferreira campeão, ai é que eu quero conhecer. É o motivo porque eu estou querendo ir. Eu só passei uma vez lá na cidade e agora quero conhecer bem direitinho”, disse. 

Segundo David Alves, que trabalha agenciando passeios de buugy e quadricíclos em Baía Formosa, as buscas pelos serviços – que eram cerca de 50 por semana – aumentaram em 80% nos últimos dias. 

“A procura começou ainda na primeira bateria dele (Ítalo). Tem gente de São Paulo, Ceará, Paraíba e também aqui do estado agendando passeio”, conta. 

Para Wendell, esse também é o momento propício para a cidade aproveitar e investir na estrutura do local. O empresário acredita em um “boom”, mas considera que o destino ainda tem muito a ser desenvolvido. 

A secretária de Turismo do município, Bernadete Leite afirma que as pousadas do município estão lotadas. São cerca de 30 estabelecimentos na sede e em praias do município. 

“Com a vitória do Ítalo, a cidade está sendo muito falada, muito comentada, muito procurada e acredito que vai ter um crescimento. A gente tentando organizar de todas as formas para que esse crescimento seja rápido, mas controlado, organizado”, afirmou Bernadete, ressaltando que o meio ambiente é o principal atrativo turístico da região. 

Paraíso potiguar 

Os títulos, prêmios e o reconhecimento profissional não fizeram Italo Ferreira sair de Baía Formosa. É na pequena cidade com pouco mais de 9 mil habitantes que ele vive até hoje. 

Após as temporadas de competições é pra lá que ele sempre volta. “Aqui é um lugar especial, é onde tudo começou. Surfar aqui no Pontal é sempre espetacular. O mar é muito bom e as ondas são sensacionais”, disse o surfista em 2015. 

A família e os amigos de infância também continuam por lá. No início do ano, Ítalo anunciou que pretende criar um instituto para ajudar crianças do município que se inspiram nele a também seguirem no surfe. A sede deverá ser a casa onde ele morava com a avó, que atualmente é uma pousada da família. 

Na terça, os moradores da cidade saíram às ruas ainda durante a madrugada e amanheceram comemorando o primeiro ouro olímpico do surfe nas Olimpíadas. Também o primeiro conquistado por um potiguar. 

FONTE: G1 RN  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

onze − oito =