Após saída de Brigatti, Leandro Sena é efetivado e reassume comando do América-RN

Foto: Canindé Pereira/América FC

Após a saída de João Brigatti para o Manaus, anunciada no fim da manhã desta terça-feira, o América-RN tem um novo treinador. Auxiliar da comissão técnica permanente do clube, Leandro Sena foi efetivado e vai dirigir a equipe na sequência da Série D do Campeonato Brasileiro.

A confirmação foi feita pelo presidente Souza em conversa com o grupo de jogadores, logo depois do treinamento da tarde desta terça-feira, no CT Abílio Medeiros, em Parnamirim.

Leandro Sena assumiu o comando do América de forma interina durante o Campeonato Potiguar, após a demissão de Renatinho Potiguar, e “foi ficando”, com aval da cúpula rubra. Ganhou o segundo turno do estadual, mas terminou com o vice-campeonato geral – perdeu o título para o ABC.

Veio o início da Série D, e, nas duas primeiras rodadas, ainda com Sena, o América venceu o Sousa e empatou com o Crato. Naquele momento, no fim de abril, apesar dos resultados, a diretoria preferiu contratar um novo técnico.

O Alvirrubro anunciou, “de surpresa”, Edson Vieira, e Sena voltou a ser auxiliar do clube. Na terceira rodada, porém, Edson Vieira não pôde estrear por não ter completado o esquema vacinal contra a Covid-19 e Sena, como interino, esteve à beira do gramado mais uma vez – recebendo orientações de Edson. O time rubro acabou derrotado pelo Afogados na Arena das Dunas. Com a repercussão da polêmica sobre a vacina, Edson Vieira foi dispensado no dia seguinte.

Desta vez, a diretoria foi ao mercado e acertou com João Brigatti. Ele ficou à frente do Mecão em oito partidas, com três vitórias, quatro empates e uma derrota. Decidiu sair após convite do Manaus, que disputa a Série C.

– Realmente (a saída) nos pegou de surpresa. Ele (Brigatti) recebeu uma proposta de um clube de uma divisão acima da nossa, o Manaus, com valores financeiros que não tinha como a gente competir. Reunimos com a diretoria, o presidente e achamos melhor liberá-lo porque a gente não tinha como competir financeiramente. É vida que segue – falou o gerente de futebol Carlos Moura Dourado em coletiva.

GE/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

onze − 1 =