Em Nota, CDL Natal pede que passaporte vacinal seja substituído por testagens em massa: “O comércio não pode parar!”

Foto: Reprodução

Em Nota, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL-Natal) defende medidas contra a Covid-19, mas requer às autoridades públicas que a exigência do passaporte vacinal nos setores do comércio seja substituída pelas testagens em massa. Confira:

NOTA

Nós, do setor produtivo de Natal, que já sofremos e vivemos diretamente os impactos da pandemia nos últimos dois anos, não podemos continuar nessa situação! Defendemos toda e qualquer medida EFICAZ para conter o avanço da COVID-19, por isso requeremos que o passaporte de vacina seja substituído por testagens em massa!

O passaporte vacinal, por si só, não impede que pessoas contaminadas circulem em lugares públicos ou privados. E o pior, prejudica diretamente o nosso trabalho, tendo impactado em uma perda de 30% a 40% em nosso faturamento apenas nessa primeira semana de exigência.

Como se não bastasse o período sombrio que vive nossa economia, a queda de receita nesse primeiro trimestre do ano fragiliza ainda mais nosso setor, em especial, pelos altos encargos tributários que chegam.

E como manter a folha a 100%? São muitos desafios, nossos aguerridos empreendedores já estão cansados. Não merecem passar por mais essa batalha e pagarem a conta sozinhos! É sabido que muitos países estão usando o passaporte como forma de estimular a vacinação, mas ela não deve ser feita de forma isolada, a exemplo dos Estados Unidos que distribui gratuitamente testes para COVID-19.

Se o problema dos shoppings é a praça de alimentação, que seja encontrada uma maneira, junto as empresas, de modo controlar quem acessa a área dos restaurantes. Exigir o passaporte na entrada dos shoppings prejudica todos os outros lojistas e ainda cria filas homéricas na porta dos estabelecimentos.

Somos a favor da vida e da economia, e por isso, defendemos a testagem como a medida preventiva mais assertiva. Só com a testagem tiraremos de circulação as pessoas doentes que estão transmitindo o vírus. Fazemos aqui o apelo aos gestores públicos para que adotem essa medida, e a população em geral para que mantenham e reforcem os cuidados preventivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 + 17 =