Secretário de Planejamento do RN disse que “minoria ignorante” convenceu Álvaro Dias a tentar invalidar passaporte da vacina

Foto: Reprodução

No Twitter, Aldemir Freire criticou o documento da Prefeitura e quer saber: “Qual é a dificuldade de se apresentar um cartão de vacina?”

O secretário de Planejamento do Rio Grande do Norte, Aldemir Freire, usou as suas redes sociais para criticar o decreto da Prefeitura de Natal que invalidou a obrigatoriedade imposta pelo Estado de apresentar o cartão de vacina com o ciclo completo contra a covid-19 para acesso a shoppins, bares, restaurantes, entre outros.

Para Aldemir, não há justificativa para ser contra a determinação. “Qual a dificuldade objetiva de se apresentar um cartão de vacina que se obtém em um minuto pela internet e está no celular de todo mundo?”, questionou no Twitter.

O auxiliar do Governo Fátima lembrou que 77% da população do RN – segundo pesquisa – é favorável a “uma medida que salva vidas” e ressaltou que, mesmo assim, “uma minoria ignorante convence o prefeito de Natal” a tentar desfazê-la.

“Passaporte vacinal é aprovado por ampla maioria do povo do Rio Grande do Norte. Estamos do lado certo da história: 76,9% da população do RN é a favor da obrigatoriedade do comprovante de vacinação”, destacou o secretário no Twitter

Aldemir ainda lembrou outro dado importante e que ressalta a posição da maioria dos potiguares a favor da vacinação de forma geral: “75% da população do RN é a favor e diz que pretende vacinar seus filhos entre 05 e 11 anos”.

FONTE: NOVO NOTÍCIAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 5 =