Mulher é presa na Grande Natal suspeita de envenenar o marido dentro de hospital

Foto: Reprodução

Uma mulher de 37 anos foi presa nesta quinta-feira (7) em Parnamirim, na Grande Natal, suspeita de envenenar o próprio marido. De acordo com a investigação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ela chegou a envenená-lo dentro do hospital, quando ele já estava internado.

A mulher foi presa no bairro Boa Esperança. As investigações da Polícia Civil apontam que o marido dela entrou em coma horas após um almoço com a investigada, sendo internado em seguida com um quadro grave e desconhecido.

Dias após essa internação, a mulher, durante uma visita, pediu para ficar reservadamente com o marido no leito do hospital para fazer uma oração. Foi neste momento que os equipamentos que mantinham o rapaz vivo começaram a alarmar.

A equipe médica então entrou para verificar o que estava ocorrendo e identificou uma substância estranha dentro da sonda que conduzia alimentação para a vítima.

O material foi recolhido e entregue a Polícia Civil. O exame químico-toxicológico feito na sonda pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia do RN (Itep) identificou a substância como “chumbinho”, um inseticida de uso agrícola.

Segundo a Polícia Civil, a vítima havia apresentado melhora no quadro clínico durante a internação, mas após o episódio no hospital está em estado grave.

A mulher foi presa e encaminhada ao sistema prisional, onde está à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

18 − 10 =