Carnatal, Natal em Natal e Carnaval seguem indefinidos no calendário oficial

Foto: reprodução

Enquanto parte do setor de eventos e turismo se movimenta para a retomada, há aqueles que preferem não arriscar por enquanto ou esperam o aval do Governo do Estado e da Prefeitura do Natal para tomar algumas decisões. É o caso do posicionamento adotado pela Destaque Promoções, empresa que organiza o Carnatal.

“Aguardamos o posicionamento do Governo e da Prefeitura, porque queremos fazer um evento com responsabilidade, com base nos protocolos sanitários que virão. Estamos otimistas, mas a decisão não parte da gente”, comenta Ricardo Bezerra, diretor da Destaque. “Estamos mantendo contato com artistas para que guardem as prováveis datas da festa, exatamente porque a gente está otimista”, acrescenta, ao confirmar que mantém previsão para que a micareta aconteça em dezembro, se permitido.

Ricardo Bezerra disse também que, caso não haja Carnatal este ano, a Destaque pretende organizar eventos menores e aguardar pela festa em 2022. O empresário, no entanto, não quis dar maiores detalhes sobre as possibilidades para os próximos meses. “Somente o Governo do Estado e a Prefeitura poderão determinar qualquer coisa”, reservou-se a dizer.

O Festival Musica Alimento da Alma – MADA – que costumeiramente acontece em outubro, deve ficar somente no formato online este ano. “Haverá um evento virtual em outubro bem especial, mas ainda não posso falar sobre ele, porque estamos finalizando a formatação. Será um aquecimento para o que virá em 2022”, revela o idealizador do MADA, Jomardo Moraes.

“Não acredito que a gente consiga fazer o evento presencial em 2021. O Governo diz que, para haver segurança, a gente precisa ter 70% da população vacinada com as duas doses. Seria possível atingir esse patamar até outubro?”, questiona.

A edição presencial do Festival, segundo ele, deve ficar para o próximo ano. “Em 2022, sim, nós temos segurança de que esse índice será atingido. E aí, teremos um grande MADA. Já a partir de janeiro vamos promover várias ações que culminarão na edição em si”, confidencia. O produtor afirmou, no entanto, que ainda não há data definida para a edição do Festival no ano que vem.

Natal em Natal e Carnaval

Enquanto parte do setor de eventos começa a se movimentar para a retomada das atividades a partir deste segundo semestre, a possibilidade de realização de festividades importantes para a Economia da capital potiguar, como o Natal em Natal e o Carnaval 2022, segue sem definição. De acordo com a Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), organizadora dos dois eventos, não há expectativa de retorno.

“Não recebi, ainda, nenhuma sinalização no sentido de: a pandemia acabou, vamos retomar [os grandes eventos]. São os comitês científicos do Estado e do Município quem vão arbitrar sobre essa decisão”, afirma o presidente da Funcarte, Dacio Galvão.

De acordo com ele, o assunto sequer está sendo debatido. “Essa sinalização de retorno virá do Chefe do Executivo, mas isso é lá na frente. Não há espaço na agenda para que a gente discuta isso agora”, esclarece. Apesar das declarações, Dacio Galvão se disse otimista com a redução dos números relacionados à pandemia no Rio Grande do Norte e espera uma decisão até outubro.

“A realização dos eventos depende da evolução da vacina que se imagina hoje, mas não tenho autoridade para afirmar isso. O que posso dizer é: Nesse momento, não há perspectiva para Natal, Réveillon ou Carnaval”. Questionada se conseguirá concretizar os eventos se houver confirmação de retorno somente em outubro, a Funcarte informou que tem todo o know-how, logística e estrutura para realizar os eventos, mesmo em um espaço curto de tempo.

*Fonte: Tribuna do Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × um =